Home » Artigos » Gastos extras na abertura de empresas que enforcam o seu orçamento

Share This Post

Artigos

Gastos extras na abertura de empresas que enforcam o seu orçamento

Gastos extras na abertura de empresas que enforcam o seu orçamento

Quando pensamos em abrir uma empresa, começamos a planejar a demanda de investimento que o negócio irá precisar para entrar em funcionamento, como estrutura, mão de obra, maquinário, tecnologia, matéria-prima e muitas vezes nos deparamos com pequenos gastos adicionais que, dependendo da situação, podem acabar atrapalhando o investimento em outras áreas.

Levantamos alguns passos que fazem parte desse procedimento para você planejar sua reserva financeira:

– Contrato social e CNPJ: advogado e contador, registro do doc na Junta Comercial e na Receita Federal, inscrição na Secretaria Estadual da Fazenda, reconhecimento de firma, compra do 1º lote de NFs ou do certificado digital e-CNPJ para emissão de NFe.

Veja também:  É melhor montar uma empresa ou comprar uma empresa?

– Licenças: pagamento de taxas de alvarás de estabelecimento, sanitário, do Corpo de Bombeiros, além das licenças de funcionamento. Existem ainda permissões especiais, como alvará ambiental, para indústrias. O empresário pode contratar consultores e despachantes para fazer o levantamento e efetuar os pagamentos.

– Ponto comercial: após escolher o local, é necessário pagar a taxa de pesquisa de viabilidade (pela prefeitura), primeiros alugueis ou entrada (quando compra), reformas, maquinário, mobiliário, computadores, internet, telefone, serviços de limpeza e de segurança. Salve uma folga para imprevistos também, como problemas elétricos ou de encanamento.

– Marketing: primeiro é preciso proteger sua marca, fazendo o registro no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Intelectual). Você ainda pode precisar gastar com website, webdesign, cartões de visita, catálogos ou ainda com agências, marketing online e serviços de e-mail mkt.

Veja também:  Por que muitas vezes é difícil cortar custos?

– Estoque e Logística: aqui entram despesas com compra de estoque e/ou matéria prima, sistemas de controle de mercadorias, mobiliário e maquinário para essa gestão, embalagens, etiquetas, leitor de código de barras etc.

– Contratações: aqui entram seus gastos com a contratação da sua primeira equipe – salários e benefícios (opte por reservar o proporcional de férias e 13º desde o primeiro mês de cada um), advogado, contabilidade, serviços de rh e contribuição sindical.

Sem levar em consideração que você ainda irá precisar de caixa para manter o negócio funcionando até encontrar o ponto de equilíbrio no seu investimento. Apenas depois poderá contar com os lucros.

Veja Também:

Gastos extras na abertura de empresas que enforcam o seu orçamento

Veja também:  CET – Custo Efetivo Total

Como funciona o recebimento das vendas com cartões para a empresa

Franqueado profissional

CET – Custo Efetivo Total

Aspectos e planejamento sucessório em empresas familiares

Auditoria Contábil, Financeira, Operacional: como funcionam e para que servem

10 péssimos hábitos do chefe ruim

Gastos extras na abertura de empresas que enforcam o seu orçamento
5 (100%) 1 vote

Share This Post

Apaixonado por finanças e Marketing digital, construi este fórum para ajudar o maior número de pessoas possíveis

Este tópico contém resposta, possui 1 voz e foi atualizado pela última vez por  Tiago Miarelli 1 semana, 3 dias atrás.

Você deve fazer login para responder a este tópico.