Home » Artigos » Franqueado profissional

Share This Post

Artigos

Franqueado profissional

Franqueado profissional

franchising está na moda, sendo uma tendência mundial cada vez mais significativa na fomentação de diversos setores de negócios. O modelo de franquia movimenta grandes quantidades de capital e apresenta crescimento superior ao PIB nacional no mundo, e especificamente no Brasil.

Conforme informações da Associação de Franchising (ABF), o franchising representa 2,3% do PIB brasileiro, com um faturamento de R$ 103 bilhões. Gera, ainda, o expressivo número de aproximadamente 100 mil empregos diretos, com 2.426 redes em operação no país.

Nesse cenário, surge um novo tipo de investidor: o franqueado profissional. Esse novo integrante do franchising destaca-se ao representar várias lojas de uma marca ou operar várias marcas de ramos distintos.

O tipo de administração mais complexa exige um franqueado mais empreendedor, com habilidade de administrar múltiplos negócios. É um perfil de gestor que encara o desafio de operar com excelência a franquia empresarial, exercendo tal oportunidade com técnica e vontade de vencer.

Normalmente são ex-executivos que entenderam muito bem o franchising como um ganha-ganha recíproco. É uma excelente forma de garantir o constante crescimento das operações.

Veja também:  A lógica do lucro empresarial e o que fazer quando seu resultado despenca

As vantagens de se tornar um franqueado profissional, somadas aos benefícios do modelo de franquias – utilização de umamarca já reconhecida pelo mercado, aporte de know-how, curva de crescimento acelerada, nível de controle elevado, baixo custo de gestão e investimentos relativamente baixos para a sua implementação – têm atraído grupos de investidores, que somam capital disponível.

sistema de multi-franquias oferece aos franqueados profissionais e aos grupos de investimentos diversificação de aportes, menores riscos e um ótimo retorno do capital.

A prática é muito comum nos Estados Unidos, onde há operadores com até mais de 3 mil franquias. Lá, os fundos de investimentos estão comprando participação nesses franqueados por ser um resultado praticamente garantido. No Brasil, acredito ser uma tendência natural da evolução do franqueador profissional.

Por sua vez, a existência do franqueador profissional já é uma realidade em expansão no país. Em Belo Horizonte, por exemplo, há operadores com até cinco lojas, que continuam com o intuito de investir mais, na mesma marca ou em várias.

Veja também:  É melhor montar uma empresa ou comprar uma empresa?

O resultado é a potencialização do crescimento do franchising que, mesmo em momentos de retração da economia, poderá continuar a se ampliar por meio de um crescimento mais orgânico. Isto é, o próprio franqueado comprando novas franquias sem grande esforço.

O sucesso nesses casos tende a ser, inclusive, mais rápido. O operador já adquiriu uma boa curva de aprendizagem e não necessita de treinamento inicial. Ele sabe como operar e chegará ao ponto de equilíbrio mais rápido.

Outro ponto é que o empreendedor franqueador profissional consegue identificar problemas, tendências e oportunidades em outros pontos de comércio, contribuindo com a rede.

Diante desse novo perfil, várias franquias estão se preparando e desenvolvendo modelos de negócios que suportem o crescimento do franqueado profissional. Mas ainda há muito a crescer. No mercado americano, a média é de seis franquias por operador. No Brasil, a tendência é chegar a esse ponto também.

Veja também:  Ganho de escala e técnicas para implementação

Aliás, para quem pensa em investir em franquias, esse é mais um ponto a se observar antes da compra: procurar saber se a marca pretendida dá espaço para aquisição de novas unidades. Dessa forma, quem sabe o operador pode começar pequeno e se tornar um grande empresário dono de várias operações.

Para quem já opera o modelo de franchising, fica a dica: é possível expandir os negócios e o crescimento por meio das multi-franquias, uma oportunidade de se tornar um franqueado profissional.

Veja Também:

Gastos extras na abertura de empresas que enforcam o seu orçamento

Como funciona o recebimento das vendas com cartões para a empresa

Franqueado profissional

CET – Custo Efetivo Total

Aspectos e planejamento sucessório em empresas familiares

Auditoria Contábil, Financeira, Operacional: como funcionam e para que servem

10 péssimos hábitos do chefe ruim

Franqueado profissional
5 (100%) 1 vote

Share This Post

Apaixonado por finanças e Marketing digital, construi este fórum para ajudar o maior número de pessoas possíveis

Este tópico contém resposta, possui 1 voz e foi atualizado pela última vez por  Tiago Miarelli 1 semana, 3 dias atrás.

Você deve fazer login para responder a este tópico.