Home » Artigos » É melhor montar uma empresa ou comprar uma empresa?

Share This Post

Artigos

É melhor montar uma empresa ou comprar uma empresa?

É melhor montar uma empresa ou comprar uma empresa?

Planejamento do zero, busca por inovação para criar o novo, necessidade de desenvolver todas as áreas da empresa e o desafio de torná-la reconhecida no mercado. Ou, então, carteira de clientes formada, ponto comercial testado e aprovado e o desafio de entrar em um negócio já em andamento.

Essas características, basicamente, diferem o que o empreendedor vai enfrentar ao criar ou comprar uma empresa.

Ao contrário do senso comum, adquirir um negócio em operação se tornou um mercado que atrai cada vez mais adeptos no Brasil. Com o crescimento do empreendedorismo, é natural que novas oportunidades se abram em diferentes nichos da economia. Ao mesmo tempo em que profissionais desejam iniciar a vida como empresários, outros desejam mudar de ares ou, ainda, ‘pendurar as chuteiras’ e se aposentar.

Veja também:  O que é factoring e como ele pode ajudar sua PME

Porém, como nem tudo que reluz é ouro, nem todas as empresas à venda no mercado estão com destino assegurado ao sucesso. Assumir qualquer negócio sem antes avaliar a sua real situação pode trazer inúmeros riscos, às vezes fatais.

Há diversas formas que auxiliam o empreendedor a avaliar o potencial daquele futuro negócio que está prestes a assumir. Verificar se é saudável e rentável são apenas alguns dos itens que precisam ser levados em conta antes de qualquer decisão.

Por outro lado, iniciar um negócio próprio também possui diversas vantagens e, claro, desafios. Ter a oportunidade de montar uma estrutura com base em sua percepção de mercado e corrigir eventuais falhas que o empreendedor tenha notado em sua carreira profissional pode ser desafiador – mesmo que igualmente arriscado.

Veja também:  CET – Custo Efetivo Total

Partir do zero, no entanto, exige do empreendedor um planejamento ainda mais apurado. Hoje, muitos empresários entram no mercado para comercializar ‘mais do mesmo’ e esta atitude pode representar um risco ainda maior. É vital que ao pensar em criar algo, o profissional pense realmente no que falta para o consumidor, no diferencial do mercado ou setor que pretender ingressar.

Opções para empreender não faltam. Avaliar os riscos e benefícios de cada modalidade a fundo é o melhor dos caminhos se o profissional não quiser se aventurar em qualquer negócio. A força de vontade do empreendedor ainda é e será por muito tempo o que, de fato, o ajudará a ter sucesso ou fracasso no novo negócio.

Veja também:  Gastos extras na abertura de empresas que enforcam o seu orçamento
Este post te ajudou?

Share This Post

Apaixonado por finanças e Marketing digital, construi este fórum para ajudar o maior número de pessoas possíveis

Este tópico contém resposta, possui 1 voz e foi atualizado pela última vez por  Tiago Miarelli 1 semana, 3 dias atrás.

Você deve fazer login para responder a este tópico.